G1 lança editoria exclusiva de checagem de fatos

Redação Portal IMPRENSA | 23/03/2017 12:00
Nesta quinta-feira (23/3), o G1 anunciou em seu portal o lançamento de uma seção exclusiva de checagem de fatos. Ela será chamada de ‘É ou não é?’.  Serão analisadas falas de políticos e outras personalidades públicas. Haverá também uma checagem sistemática de notícias e informações espalhadas pelas redes sociais e sites. Textos com dicas e entrevistas com especialistas também serão veiculados.



No texto de divulgação,  o portal ressalta que com o aumento cada vez maior de usuários na internet, crescem também os movimentos – deliberados ou não – de criação de notícias baseadas em informações falsas, inventadas ou não verificadas.

Desde meados de 2016, cresceu também a preocupação com o impacto das informações falsas na formação da opinião pública. Os dois principais eventos que acenderam esse alerta foram o referendo sobre o Brexit e as eleições nos Estados Unidos. No fim do ano, o assunto estava sendo tão discutido que o Dicionário Oxford elegeu “pós-verdade” como o termo do ano.

De acordo com a reportagem, com a posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, e a adoção, pelo novo governo americano, de uma política de contestação dos principais veículos de comunicação, multiplicarem-se as iniciativas de projetos de checagem de fatos. O fenômeno também se espalhou por outras partes do mundo, inclusive o Brasil.

Uma pesquisa feita pela Presidência da República com 15 mil pessoas dos 26 estados e do Distrito Federal e divulgada neste ano mostra que 26% dos brasileiros citam a internet como o principal meio pelo qual se informam, perdendo apenas para a televisão. Porém, o grau de desconfiança dos brasileiros no conteúdo informativo que recebem na internet é o mais alto, em comparação com a TV, o rádio e os jornais e revistas impressos.

Leia também: