Morre, aos 93 anos, o jornalista Villas-Bôas Côrrea

Redação Portal IMPRENSA | 16/12/2016 09:30
Morreu, na noite da última quinta-feira (15/12), aos 93 anos, Luiz Antônio Villas-Bôas Corrêa, por falência múltipla dos órgãos. Ele era o mais antigo jornalista político do país 

Crédito:Divulgação

De acordo com o G1, ele estava internado havia uma semana no hospital São Lucas, em Copacabana, no Rio de Janeiro, com problemas respiratórios.

Villas-Bôas era viúvo e deixa dois filhos, três netos e três bisnetos. O corpo dele será cremado, mas ainda não há informações sobre o dia.

Trajetória

O jornalista começou a carreira em 1948, no extinto jornal A Notícia, publicando pequenas notas. Também passou pelas redações do Diário de Notícias, O Dia, Jornal do Brasil, onde permaneceu por 30 anos, O Estado de S.Paulo, para o qual prestou serviços durante 23 anos na sucursal do Rio, e Rádio Nacional.

Villas-Bôas atuou ainda como comentarista político da TV Bandeirantes e da extinta TV Manchete. Ele acompanhou de perto os principais fatos políticos do país, como a transferência da capital para Brasília, o golpe de 1964, a ditadura militar, a anistia e as Diretas Já.

É autor dos livros "Casos da fazenda do Retiro (2001)" e "Conversa com a Memória: a História de meio século de jornalismo público (2002)", a autobiografia de um repórter político.

Leia também: