Repórter fotográfico é agredido por soldado da PM durante protesto em SP

Redação Portal IMPRENSA | 19/09/2016 11:00
O repórter fotográfico André Lucas Almeida, do coletivo CHOC Documental, foi agredido no último domingo (18/9) por um soldado da Polícia Militar de São Paulo, enquanto cobria o protesto contra o presidente Michel Temer na Avenida Paulista.

Crédito:Reprodução/Facebook
Fotógrafo do coletivo CHOC Documental é agredido por soldado da PM durante manifestação

De acordo com o coletivo, que relatou o episódio em sua página no Facebook, com imagens do incidente, o profissional foi atacado depois de tentar registrar apreensão e agressão a uma vendedora ambulante. 

"Nós da mídia em geral, independente ou não, estamos cansados das agressões sofridas, seja pela Policia Militar, manifestantes e qualquer um que tente interferir em nosso trabalho", destacou o CHOC Documental, ao acrescentar que repudia qualquer forma de violência, e "grita em favor da liberdade de imprensa". 

Segundo estimativas da organização do ato, o protesto reuniu 20 mil manifestantes. É o menor ato das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo contra Temer desde a conclusão do impeachment de Dilma Rousseff.

Leia também: