Laerte Rímoli reassume presidência da EBC e faz mudanças na empresa

Redação Portal IMPRENSA | 16/09/2016 10:00
O jornalista Laerte Rímoli foi reconduzido à presidência da Empresa Brasil de Comunicação na noite da última quarta-feira (14/9) e já promoveu mudanças.  

Crédito:Agência Brasil
Laerte Rímoli foi reconduzido à presidência da EBC

De acordo com a Folha de S.Paulo, Rímoli demitiu 30 funcionários e trocou o comando da empresa. Funcionários informaram ao veículo que o jornalista voltou ao comando da empresa à noite e mencionaram "expurgo" a respeito das demissões.

Entre os demitidos, estariam o diretor de programação Albino Castro, Cláudia Feher, chefe de gabinete, e a assessora da presidência Flavia Cruvinel. Apesar dos cortes, houve contratações. Fernando Luz de Azevedo deve atuar como chefe de gabinete, e a jornalista Ana Maria Simões Passos, como diretora de Jornalismo.
 
Rímoli ocupa o cargo de Ricardo Melo, nomeado por Dilma Rousseff e exonerado em maio, quando Michel Temer assumiu a Presidência durante o processo de impeachment. O jornalista chegou a voltar ao comando da EBC por meio de uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF), mas saiu depois da decisão provisória ser cassada pelo ministro Dias Toffoli.

A decisão foi tomada após a Medida Provisória que modificou a estrutura da empresa e regularizou a mudança da presidência. Antes da MP, o ministro havia decidido que Melo não poderia ser destituído, uma vez que foi nomeado para um mandato de quatro anos.
  
Melo afirmou que os cortes são o começo de um processo de aparelhamento da emissora. "É uma carnificina na comunicação pública", disse. Ele acredita que a empresa mudará de perfil e virar um veículo estatal.
 
Procurada por IMPRENSA, a EBC  afirmou que nenhum empregado efetivo da EBC foi dispensado. "Há, no momento, uma movimentação nas funções de confiança e nos cargos em comissão, de livre provimento, para adequações necessárias à boa gestão da empresa", explicou.

Leia também: