"Há dois Brasis e há duas situações de imprensa", diz Eliane Cantanhêde

Alana Rodrigues* | 15/04/2016 14:00


Livre das amarras da censura de imprensa, o Brasil ainda luta contra fatores que impedem o exercício do jornalismo. Com foco nas relações entre repórteres, suas fontes e a Justiça, IMPRENSA realiza no próximo dia 3 de maio o 8º Fórum Liberdade de Imprensa & Democracia.

A conferência de abertura - "Premissas para o exercício do jornalismo livre no Brasil" - contará com a presença da jornalista Eliane Cantanhêde, que atualmente é colunista do jornal O Estado de S. Paulo, comentarista da GloboNews e Rádio Estadão.  "Há dois Brasis e há duas situações de imprensa. Os jornalistas fora do eixo Rio-Brasilia-SP estão muito desprotegidos, entregues à própria sorte", avalia.
 
Crédito:Divulgação
Eliane Catanhêde estará na conferência de abertura do 8º Fórum Liberdade de Imprensa & Democracia

Eliane diz que o jornalismo é livre no Brasil. O histórico de sua bagagem como colunista em diferentes veículos não apresenta qualquer tipo de censura. "Nunca vetaram um texto, nunca me mandaram escrever o que eu não queria. Sempre tive inteira liberdade de expressão."

"Os problemas para o livre exercício da profissão ocorrem principalmente em capitais mais distantes e em pólos do interior, onde os donos do poder político e econômico são também donos dos meios e os usam para se perpetuar no poder", acrescenta.

Para a jornalista, é muito importante levantar a discussão sobre a liberdade de imprensa no Brasil. "Esse é um dever não apenas dos jornalistas, mas de toda a sociedade, porque, sem liberdade de imprensa, não há democracia".


Serviço

O Fórum acontecerá no auditório da OAB/DF, que fica localizado na SEPN 516 Bloco B Lote 07 - Asa Norte. O evento gratuito está com inscrições abertas. Para participar, basta se inscrever no site e garantir a presença.

* Com supervisão de Vanessa Gonçalves. 

Leia também