Constantino anuncia fim de coluna em "O Globo" e reclama de tratamento "da casa"

Redação Portal IMPRENSA | 08/04/2016 13:00
Após ser demitido da revista Veja, o blogueiro e economista Rodrigo Constantino anunciou, na última quinta-feira (7/4) que sua coluna no jornal carioca O Globo, para o qual escrevia há mais de seis anos, também foi encerrada. 

Crédito:Divulgação
Blogueiro criticou fato de não ser "bem tratado" pela "casa"

"Recebi hoje uma ligação do editor do jornal O Globo com a notícia: nosso 'casamento'(...) chegara ao fim. Motivos não foram apresentados – nem solicitados. Fica-se subentendida a razão desse desligamento, que não pode ter ligação com falta de audiência, já que minha coluna era, sem dúvida, bem lida", relatou.

O blogueiro agradeceu à publicação pelo espaço que o ajudou a crescer profissionalmente e destacou o pluralismo do jornal, que nunca o repreendeu por suas opiniões. "Jamais fui pautado ou tive qualquer tipo de liberdade tolhida pelo editor. Nesse sentido, a decisão não chega a ser decepcionante, como foi a mudança de tom na Veja, tida como mais combativa e ideológica."

Constantino, porém, diz que era "um estranho no ninho" por, além de defender o liberalismo com viés conservador, é o autor de "Esquerda Caviar", que tem como alvo artistas globais "poderosos dentro da emissora". 

"Mesmo como 'da casa', nunca fui convidado para um programa de entrevistas, à exceção de uma rápida na GloboNews sobre economia, e o Segundo Caderno jamais citou meu nome ou algum livro meu. Nem mesmo o que celebrava cinco anos de colunas nele", reclamou.

O economista reforçou que, embora grato pela oportunidade, já consegue sobreviver de forma independente, citando o grande acesso de seu blog, e que fica "mais ousado" conforme deixa as "amarras institucionais". "Sim, eu já criticava a própria TV Globo, o que pode ter ajudado na decisão. Mas claro que o grau do ataque era moderado por questão de respeito e educação", disse. 

"Lamento a perda do espaço, sei que muitos leitores me acompanhavam pelo jornal, e eis aí mais um motivo para que assinem, urgentemente, o meu blog, para receber diariamente meus artigos. Cada vez mais o caminho dos liberais/conservadores são blogs independentes e as redes sociais, pois sabemos da dificuldade da imprensa mainstream em bancar esse tipo de linha em meio a tantos interesses conflitantes e grupos de patrulha", finalizou.

Leia também