Publicitário João Santana autoriza quebra de sigilo de conta na Suíça

Redação Portal IMPRENSA | 26/02/2016 09:30
Na última quinta-feira (25/2), o marqueteiro do PT, João Santana, assinou uma autorização para que os investigadores da Lava Jato quebrem o sigilo de sua conta na Suíça, mantida pela offshore Shellbill no banco Heritage.

Crédito:Reprodução/TV Brasil
Conta do publicitário na Suíça terá sigilo quebrado

De acordo com a Folha de S.Paulo, dos US$ 7,5 milhões depositados na conta, US$ 3 milhões são atribuídos à Odebrecht e outros US$ 4,5 milhões ao lobista Zwi Skornicki. Os dois são investigados pelo pagamento de propina ao PT por contratos com a Petrobras.

Santana e a mulher, Mônica Moura, alegam que as transferências são de pagamentos por campanhas feitas no exterior. Os advogados deles negam que o dinheiro tenha ligação com a campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff.

A proposta para que o publicitário abrisse os dados da conta foi sugerida pelo juiz federal Sergio Moro. Os investigadores apenas têm informações dos Estados Unidos, uma vez que os depósitos para o casal foram realizados num banco correspondente do Heritage, o Citibank. 

Leia também