TJ-GO nega recurso movido por acusados pelo assassinato de Valério Luiz

Redação Portal IMPRENSA | 04/12/2015 15:00
O vice-presidente do Tribunal de Justiça de Goiânia (TJ-GO), João Waldeck, negou os pedidos de recurso apresentados por Maurício Sampaio, Urbano Malta, "Da Silva", Ademá Figuerêdo e Marcus Vinícius, ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). Todos eles são acusados pelo assassinato do jornalista Valério Luiz, em 2012. 

Crédito:Reprodução
Assassinos do jornalista irão a júri popular

Em seu perfil no Facebook, o filho do jornalista, Valério Luiz Filho, anunciou a decisão do magistrado, que negou os recursos alegando que os réus não teriam cumprido os requisitos da legislação. 

"Alegando supostas ofensas a leis federais e à Constituição, os réus tentavam anular decisão do TJGO que, em abril deste ano, manteve o Júri Popular. Contra a negativa do Vice-Presidente, a defesa dos acusados pode usar ainda um último expediente, chamado 'agravo', cujo julgamento deverá levar mais alguns meses. Estaremos ativos e vigilantes, como sempre. Nossa expectativa é o esgotamento dos recursos e a realização do Júri já ano que vem. Justiça por Valério!", escreveu Filho.