Por notícias mais aprofundadas, profissionais lançam plataforma digital "Nexo"

Redação Portal IMPRENSA | 24/11/2015 15:00
Foi lançada nesta terça-feira (24/11) a publicação digital Nexo. Idealizada pela cientista social Paula Miraglia, a engenheira Renata Rizzi e o jornalista Conrado Corsalette, a iniciativa produzirá notícias contextualizadas através de design, tecnologia e pesquisa.

Crédito:Reprodução
Veículo pretende divulgar notícias contextualizadas através de design, tecnologia e pesquisa

Com o objetivo de promover a qualificação do debate público, o próprio nome do jornal — "Nexo" —foi idealizado a partir do intuito de "dar nexo aos fatos a partir da clareza, contexto e da interpretação equilibrada". 

O novo veículo, que tem sua sede localizada em São Paulo, é composto por um núcleo de 25 profissionais com experiências em áreas de jornalismo – como o jornalista João Paulo Charleaux –, humanidades, artes, marketing, entre outras. 

"Nosso objetivo, desde o início, foi criar um modelo editorial capaz de produzir um conteúdo que seja acessível para um maior número de pessoas, por ser claro e explicativo, e também efetivamente rico, proporcionando contexto suficiente para subsidiar a formação de opinião", comentou Paula. 

A idealizadora do projeto ainda esclareceu a metodologia de atuação do veículo. "O 'Nexo' é dividido em seis núcleos que trabalham de forma integrada. Há uma separação básica entre dois núcleos: um é responsável por política e economia e nacional e internacional, e o outro responde por assuntos variados, que incluem cultura, esporte e cidades, entre outros. Além disso, compõem a redação os núcleos de arte, pesquisa, materiais especiais e tecnologia, que trabalham totalmente integrados". 


Inicialmente, o acesso a todo conteúdo do jornal digital será gratuito. Entretanto, posteriormente o leitor só terá acesso de forma ilimitada através de assinatura, que custará R$ 12,00 por mês, via cartão de crédito ou boleto bancário.

 

Leia também