Fernando Meirelles se retrata por comparar publicitário de Dilma com Goebbels

Redação Portal IMPRENSA | 29/10/2015 11:00
O cineasta Fernando Meirelles se retratou na Justiça com o publicitário João Santana, marqueteiro da eleição de Dilma Rousseff no ano passado. Ele comparou o profissional com o ministro da propaganda de Hitler, Joseph Goebbels, ao questionar programas de TV da então candidata à reeleição.

Crédito:TV Globo/Divulgação
Cineasta se retratou após processo por danos morais do publicitário

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, em acordo que previa o cancelamento da ação por danos morais movida por Santana, o cineasta, que participou da campanha da Marina Silva, garantiu que "não teve intenção de associar" o marqueteiro "ao nazismo". 

Meirelles alegou que citou o ministro por considerar que "teria sido referência profissional pioneira na área do marketing político ao adotar postura e estratégias inovadoras para a época". O cineasta também qualificou Santana como "profissional eficaz, com atuação bem-sucedida no ramo do marketing político".

Leia também