37º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos divulga vencedores

Redação Portal IMPRENSA | 01/10/2015 09:30
Na última quarta-feira (30/9), em audiência realizada na Câmara Municipal de São Paulo (SP), foram escolhidos os vencedores do 37º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. 

Crédito:Reprodução
Prêmio revelou os vencedores de sua 37ª edição

O prêmio é organizado pelo Instituto Vladirmir Herzog, Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), entre outras entidades.

Conheça os vencedores:

- Artes: Gregório de Holanda Vieira, Diário de Pernambuco. Menção honrosa: Jarbas Domingos de Lira Jr., Diário de Pernambuco.

- Fotografia: “Haitiano toma banho em mictório”, Ronny José dos Santos, Agora. Menção honrosa: “Batalha olímpica”, Pedro Kirilos Mattar de Oliveira, O Globo.

- Jornal: “Floresta Amazônia”, de Leonêncio Nossa, O Estado de S. Paulo. Menção honrosa: “Racismo, um crime silenciado”, de Marcella Fernandes de Camargo, Correio Braziliense.

- Revista: “Os filhos do Bolsa Família”, de Cristiane Barbieri, Época Negócios. Menção honrosa: “Precisamos falar sobre Romeo”, Rodrigo Ratier, Nova Escola.

- Rádio: “Mães da fé”, de Caetano Cury, Rádio Bandeirantes. Menção honrosa: “A doce ação”, de Róbson Machado de Souza, Rádio Tupi/RJ.

- Documentário de TV: “Em busca da verdade”, de Lorena Silva, TV Senado. Menção honrosa: “A revolta da chibata”, de Vera Regina, TVE/RS.

- Reportagem de TV: “Estrada da fome”, de Daniel Paulino, Record. Menção honrosa: “A questão racial – da ditadura à democracia”, de Débora Brito, TV Brasil.

- Internet: “As 4 estações de Iracema e Dirceu, de Ângela Bastos, Diário Catarinense. “Rota 66, a confissão”, de Marcelo Godoy, O Estado de São Paulo

Na categoria de Internet, o júri optou por escolher dois vencedores, sem menção honrosa.

Leia também