Olé do Brasil é condenado por notícia fictícia envolvendo jogador do Corinthians

Redação Portal IMPRENSA | 17/09/2015 10:00

O site  de humor Olé do Brasil foi condenado a pagar indenização ao volante Elias, do Corinthians, após ter publicado uma "notícia fictícia" envolvendo o jogador e outros atletas da seleção Brasileira. Após a polêmica, o site de humor se retratou e pediu desculpas ao jogador, o que não impediu o andamento da ação.


Crédito:Agência Corinthians/Daniel Augusto Jr
Elias usará indenização em sua instituição de caridade


De acordo com o Blog Bastidores FC, do GloboEsporte.com, Elias receberá R$ 40 mil de reparação do Olé do Brasil. A ação foi movida pelo jogador após o site divulgar que o corte do lateral direito Maicon de um amistoso da seleção brasileira no ano passado teria ocorrido porque o ele teria tido relações íntimas com Elias. O atleta virou alvo de piadas na internet, após a imprensa internacional tratar a história como verdadeiro.


Na verdade, Maicon foi cortado por atraso na reapresentação. Na folga após a vitória contra a Colômbia, o grupo deveria ter se reapresentado às 20h e jogador só teria retornado por volta das 7h do domingo ao hotel da seleção.


A defesa de Elias havia pediu R$ 200 mil, mas a pena foi reduzida a um quinto do valor inicial da ação. A sentença de primeira instância foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Ainda cabe recurso.


Crédito:Reprodução
Falsa notícia rendeu processo contra Olé do Brasil

De acordo com o jogador, o dinheiro será destinado ao projeto social que Elias mantém em São Paulo. O pai do atleta, Eliseu Trindade, comentou o caso. "A gente viu o caso da Escola Base, como uma mentira pode acabar com a vida de pessoas de bem. Tem gente que ri e lucra com isso. A gente apoia o humor, mas tudo na vida tem que ter um limite".


Leia também
- Jogador do Corinthians processará veículos por boato de "caso" com lateral da seleção
- Para evitar piadas, Marco Feliciano move ação judicial contra o Sensacionalista
- Após sátira sobre novo logo, Google responde ao Sensacionalista com meme