"Veja" defende reportagem sobre falsa delação e critica processo movido por Lula

Redação Portal IMPRENSA | 03/08/2015 09:30
Após ter sido processada pelo ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva por reportagem baseada em uma delação falsa, a revista Veja reafirmou os fatos publicados em editorial na edição do último fim de semana (1º/8). 

Crédito:Reprodução
Revista defendeu a reportagem que gerou ação judicial do ex-presidente

Intitulado "O real problema de Lula", o texto diz que são verdadeiras as revelações de uma suposta delação premiada do empresário Léo Pinheiro, da OAS, e reitera que a publicação já havia dado detalhes na edição de abril e não foi contestada.

"Está-se diante da clássica manobra de atirar no mensageiro, quando o que se quer suprimir é a mensagem. Se Veja não tivesse publicado sequer uma linha do que Léo Pinheiro quer contar em sua delação premiada, os fatos relatados aos procuradores permaneceriam os mesmos", diz.

"Lula estaria no melhor dos mundos se sua maior dor de cabeça fosse a perseguição que imagina mover contra ele a imprensa. Seria uma maravilha para Lula se as reportagens que o incomodam fossem apenas invencionices de jornalistas mal-intencionados a serviço de causas ingratas", acrescenta.

Na ação, os advogados de Lula chamam a reportagem de "repugnante" e sustentam que tudo foi “inventado” pelos réus. A revista diz que o grande problema do ex-presidente são os fatos produzidos durante seu governo "por pessoas nomeadas por ele, com as quais privou de intimidade e até de amizade e que estão sendo presas ao ritmo de quase uma por semana".

Leia também