Repórter da Globo é criticado após piada com acidente de Angélica em entrevista

Redação Portal IMPRENSA | 26/05/2015 10:00
A entrevista exclusiva do repórter José Roberto Burnier com os apresentadores Luciano Huck e Angélica, depois do acidente com um avião bimotor em Mato Grosso do Sul, surpreendeu os telespectadores do "Jornal Nacional" na última segunda-feira (25/5) após uma brincadeira do jornalista.

Crédito:Reprodução
Piada do jornalista foi criticada pelos internautas

No fim da conversa, Burnier brincou com o casal, dizendo que não poderia deixar de fazer a piada que estava repercutindo na internet: para eles irem de táxi da próxima vez, em alusão à “Vou de Táxi”, que fez sucesso com a apresentadora nos anos 1980. "E não pode ser aéreo", completou Angélica.

A piada gerou críticas no Twitter. "Sério que o jornalista mandou a Angélica ir de táxi da próxima vez?", escreveu um internauta. "MEODEUS!!!!!", se espantou outro. Um usuário levou com humor: "dei risada mano".

Luciano e Angélica conversaram com o repórter no hospital Albert Einstein pouco antes de receberam alta e relembraram o momento do acidente aéreo sofrido no último domingo (24/5). “Apanhei ontem, estou toda doida, mas estou feliz, de estar viva, de estar bem . Acho que hoje a gente tem que curar mais é o emocional”, disse ela.

“Ele [Luciano] estava muito pálido. Quando eu olhei pra ele eu via que a gente estava caindo, meu filho gritava muito, ‘não quero morrer’. Eu entrei em pânico. Passou na minha cabeça que a gente ia se machucar muito ou ia morrer. Quando a gente tava batendo a lembrança que tenho é como se a gente tivesse morrendo mesmo, um barulho na hora, mas um silêncio no coração”, acrescentou.

Huck disse que se desesperou quando percebeu que um dos painéis dos motores da aeronave estava desligado. “Foi um milagre, a gente encarou como um milagre, o renascimento da família toda. Não sei nem como agradecer. O avião mudou o barulho e começou a andar de lado. Comecei a trocar ideia com o comandante, que só posso agradecer e salvou todos nós. Ela se desesperou, o Joaquim tava gritando muito, o Benício tava tenso. Angélica gritava, ‘quero que pouse'”, relatou.

O avião que transportava os apresentadores com os três filhos, Joaquim, Benício e Eva, e as babás Marcileia Eunice Garcia e Francisca Clarice Canelo Mesquita teve que fazer um pouso de emergência em uma fazenda a 30 km de Campo Grande (MS), após sofrer uma pane em um dos motores. Assista ao vídeo neste link.

Leia também