Editor da "Superinteressante" diz que AIDS deve continuar no radar da mídia

Maurício Kanno | 11/12/2013 18:45
“AIDS é assunto frequente na Superinteressante, já foi assunto de diversas outras reportagens”, avalia Bruno Garattoni, editor da revista e palestrante do “Fórum AIDS e o Brasil”, organizado por IMPRENSA, nesta quarta-feira (11/12). 

Crédito:Alf Ribeiro
Editor da "Superinteressante" garante que AIDS será tema recorrente na revista

Para ele, é fundamental que o tema continue a estar no radar da mídia. “No nosso, ele certamente estará. Estamos sempre atentos ao tema", revela.

Quanto ao fórum, Garattoni diz ter achado “ótimo, muito proveitoso e esclarecedor”. Em sua opinião, a realização de eventos como este, que promovam uma discussão de alto nível entre imprensa e sociedade, é muito importante na luta contra a AIDS.

Quanto à polêmica discussão durante o painel, sobre a capa de agosto da Superinteressante sobre a doença, ele ressalta que o foco da discussão foi a manchete da capa, que anunciava: “Enfim, a cura da AIDS”. 

Para o editor, a reportagem em si recebeu elogios dos demais participantes. E, de todo modo, todos os pontos de vista, assim como todos os debates promovidos no evento, trouxeram perspectivas interessantes e enriquecedoras.

Ele completa ainda que a revista costuma liberar parte do conteúdo no site da publicação. Mas a reportagem em questão, devido à repercussão do tema, vai entrar no ar nos próximos dias, até em resposta a possíveis mal-entendidos de quem ainda não a leu.