Leão Lobo diz que equipe da Rádio Record foi demitida na "surdina"

Daniela Ades* | 08/08/2011 11:07

O jornalista e apresentador Leão Lobo confirmou ao Portal IMPRENSA que toda a equipe da Rádio Record AM foi extinta, o que gerou grande surpresa para os profissionais. Segundo ele, o comunicado da empresa aconteceu na última sexta-feira (5), quando houve a solicitação para que todos os profissionais registrados como pessoa jurídica (PJ) entrassem em contato com o departamento jurídico para "fazer um acerto". "Ninguém sabia nada, foi tudo na surdina", disse o apresentador. Ele havia renovado o contrato com a rádio por mais dois anos e recusado outras propostas na televisão para permanecer na apresentação dos programas matutinos.


Leão conta que as demissões foram ainda mais surpreendentes porque a rádio estava indo bem comercialmente, e registrava crescimento na audiência. "Acabou a Rádio Record, do jeito que ela era", declara. "Eles testaram isso [programação musical] só no fim de semana e o resultado foi muito ruim. As pessoas pediam os comunicadores", disse o jornalista à IMPRENSA.

Outros profissionais também foram dispensados, como Ronaldo Magrini, que  havia deixado a Rádio Tupi para  fechar contrato com a Rádio Record, João Ferreira, Gil Gomes e Paulo Barboza. "Isso causa uma insegurança em todos os funcionários. Nos estávamos indo muito bem, não tinha porquê".

Conforme enfatizou Leão, até alguns atores das telenovelas da Record estão deixando de renovar contratos e aos poucos migram para outras emissoras por causa deste clima de insegurança em todo o grupo. "Pode acontecer com qualquer um, a qualquer hora", concluiu.


*Com supervisão de Gustavo Ferrari


Leia Mais