Blogueiros de conteúdos masculinos viram leitores por um dia de publicações femininas

Gabriela Ferigato e Lucas Carvalho

 
“Seria legal mostrar para as mulheres que não buscamos apenas as que cuidam absurdamente da alimentação e da estética”, “A pretensão de achar que um site é um Santo Graal do comportamento e consumo as vezes me assusta”, “Como homem, eu não entraria em nenhuma das matérias, para ser honesto”.

Imagine o resultado de homens que estão à frente de blogs com conteúdo estritamente masculino se deliciando em sites femininos, como Marie Claire, M de Mulher, Corpo a Corpo e Nova. Bem, acima é possível ter uma prévia de como foi essa imersão. 

IMPRENSA convidou blogs e sites voltados para os homens para que esses pudessem analisar, opinar, criticar ou elogiar algumas publicações focadas no público feminino. O resultado você vê logo abaixo. Essa matéria foi dividida em duas partes, confira a primeira aqui. 

Crédito:divulgação
Marcel Costa, do portal Área H – sobre o site Corpo a Corpo

Eu vejo como um site tipicamente feminino, bonito, mas não me chama a atenção. Pareceu mais do mesmo, não achei muito diferente da maioria dos sites que tem um conteúdo feminino e fitness.
 
Eu li a matéria: “Saiba se você está descontando as suas emoções na comida”. É interessante saber o que pode gerar este tipo de comportamento. Talvez se a minha namorada apresentar tais “sintomas” eu posso desconfiar que ela esteja ansiosa com algo.

Eu gostaria de ver matérias mais humanas. Acho que seria legal mostrar para as mulheres que nós não buscamos apenas as que cuidam absurdamente da alimentação e da estética. Gostamos de mulheres com conteúdo, um conteúdo mais aprofundado. Talvez dicas de bons livros (bons livros mesmo, não apenas de temática feminina), um giro pela cultura pop, este tipo de informação é legal. E o mais importante, nós homens gostamos da mulher que nos acompanha na cerveja e no hambúrguer. É ótimo estar com alguém que goste de se cuidar, de se sentir gostosa, mas nada de exagero, mulher bitolada com isso não convence. 

Max Duarte, do site Feito para Homens – sobre a Nova

O que me chama a atenção logo de cara é a forma tradicional das chamadas para os textos
Crédito:reprodução
, normalmente utilizada pelos sites (inclusive o Feito Para Homens). Constantemente vemos em diversos textos os termos “conheça”, “aprenda”, “confira”, “descubra” que colocam as publicações acima do leitor e, muitas vezes, quem escreve “ensinando” não é exatamente um especialista no assunto. 

A pretensão de achar que um site é um Santo Graal do comportamento e consumo as vezes me assusta. Entretanto, estamos falando da NOVA, uma publicação já consolidada e com respeito adquirido pelas leitoras.

Acredito que as mulheres querem e precisam muito mais do que dicas de moda, produtos e sexo. Da mesma forma que o homem encontra dificuldade em se adaptar ao comportamento moderno, tendo que ser mais afetivo, mais sensível, ser o “fodão” na cama, cuidar mais da aparência, trabalhar, estudar e ainda sim prover para sua família, a mulher moderna também tem essa mesma necessidade: encontrar conteúdos mais amplos do que os “clichês”.

A matéria “12 coisas que ninguém te conta sobre receber sexo oral” está rápida e divertida, muitas vezes quem acessa quer isso mesmo, um “TOP 10” rápido, objetivo, sem ter que ler uma “trilogia” sobre como receber um bom sexo oral. A matéria lista doze situações, eu resumiria em apenas duas.

1)Não está bom? Então fale com seu parceiro para mudar e quando ele acertar peça que fique ali e não saia mais.
2)Está bom?
Continue! Continue! Continue! NÃO PARA! NÃO PA..., NÃO, NÃ...AHHHHHHHHHHHHHHH
Eis a praticidade do homem. 

A maioria das publicações masculinas colocam a mulher num pedestal, enquanto as femininas apresentam o homem na maioria das vezes como o vilão da história. Portanto gostaria de ver conteúdos que falem de relações sem serem partidárias, mostrando que a mulher também comete erros e pode aprender muito para melhorar a relação entre o casal, o ambiente de trabalho e o comportamento social de uma forma geral. Sem bandeiras ou torcida para um lado só!

Pedro Nogueira, do site El Hombre – sobre a Capricho

Crédito: divulgação
Como homem, eu não entraria em nenhuma das matérias, para ser honesto! Risos. Mas isso é a prova de que as pautas foram bem escolhidas, pois eu não sou o público-alvo da Capricho. Acho que a editora fez uma boa seleção de temas para suas leitoras, misturando moda, música, cinema - e comportamento também, na categoria especial “Entre Amigas”. 

#Mulheresqueinspiram
 
Que mulher te inspira?
Conte para nós quem é e faça uma homenagem a ela.
Páginas de beleza ganham novas adeptas e tornam próspera a profissão blogueira


Blogueiros "machões" viram leitores por um dia de publicações femininas


Blogs conquistam espaço ao dar voz às “esquecidas” pela grande mídia


As marcas e o legado do “furacão jornalístico” que foi Patrícia Galvão, a lendária Pagu


Também no jornalismo, mulheres tomam parte em áreas tipicamente masculinas
 
 
Que mulher te inspira?
Conte para nós quem é e faça uma homenagem a ela.
  Portal IMPRENSA  
   
  Notícias Revista IMPRENSA IMPRENSA Mídia

IMPRENSA na TV

Eventos Oficinas Anuncie Contato  
  Home Home Home Programas Home Cursos Home Editora  
  Opinião Assine Edição do Mês Canal no Youtube Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo Conheça + Portal IMPRENSA Redação  
  Especiais Edição do Mês     Prêmio SEBRAE de Jornalismo Descontos Revista IMPRENSA    
  PR Newswire Acervo IMPRENSA     Troféu Mulher IMPRENSA Regulamento IMPRENSA Mídia    
          Fórum Água em Pauta Contato      
          Fórum Liberdade de Imprensa        
          Fórum AIDS e o Brasil        
          Mídia.JOR        
                   


Imprensa Editorial Ltda.
R. Camburiú, 505 - 2º andar - Alto da Lapa | São Paulo/SP CEP 05058-020
www.portalimprensa.com.br | Tel: 011 3729 -6300/4800
.