Monografia analisa a identidade latino-americana presente nas narrativas de blogs de turismo

História de TCC

Redação Portal Imprensa | 16/07/2020 08:00

Yanca Palumo analisou a construção da identidade da América Latina por meio das narrativas de blogs especializados em turismo, o que a levou a repensar o conceito de identidade e suas representações. 


Em entrevista ao Portal IMPRENSA, a jornalista formada pela Fapcom - Faculdade Paulus de Comunicação, em 2019, compartilha sua História de TCC. 


Sobre o trabalho


O intuito da minha monografia foi analisar como as narrativas de viagens escritas por jornalistas em blogs de turismo constroem a identidade da América Latina. Meu objetivo foi entender a estrutura dos elementos narrativos presentes nessas plataformas e analisar se eles estavam ancorados em um possível processo de homogeneização da cultura latino-americana. Para isso, além dos levantamentos culturais e sociais da prática do turismo e comunicação, e o estudo dos recursos narrativos de construção da identidade, fiz uma análise com base nos elementos narrativos propostos por Stuart Hall no livro "A identidade cultural na pós-modernidade". A partir daí, selecionei três blogs brasileiros escritos por jornalistas e verifiquei as publicações dos últimos cinco anos que não são oriundas de branded content. 



Crédito:Arquivo pessoal

Principais desafios ao longo da produção 


O primeiro desafio foi estabelecer um caminho para realizar a análise, pois eu tinha uma hipótese em mente, mas não conseguia chegar a um consenso de como trabalhá-la. Outro desafio foi encontrar referências sobre o jornalismo especializado em turismo e o processo de construção identitária. 


Os aprendizados


Desconstruí conceitos que, apesar de sempre questionar, ainda estavam presentes no meu olhar em relação à cultura latino-americana. Consegui fazer uma leitura ainda mais crítica no que diz respeito aos textos publicados em blogs de turismo, assim como os relatos feitos em grupos/páginas de redes sociais. Trabalhei de forma incansável a escrita acadêmica e a compreensão de temas que fugiam da minha zona habitual, como é o caso do estudo de linguagens, símbolos e identidade. Por fim, dentre outras tantas coisas, aprendi a otimizar o meu tempo e organizar as prioridades. 


Significado dessa experiência 


Engrandeceu ainda mais a minha admiração e interesse pela cultura da América Latina, pois me proporcionou olhar por uma brecha a tamanha subjetividade dessa região. Atrelada à experiência pessoal, me deparei com uma possível linha de pesquisa e contribuição futura. De modo geral, durante toda a graduação, a minha área de interesse sempre esteve voltada para pautas de cunho social e cultural, portanto, a produção de um trabalho dentro da temática que eu escolhi com muita cautela, instigou ainda mais a minha vontade de seguir adiante nisso. 


Contribuições que o trabalho trouxe 


Autoconhecimento e uma autocrítica "saudável". Houve ainda um chamado maior que levou meu olhar para a pesquisa acadêmica e a vontade de seguir estudando. Por isso, continuo focando no tema e buscando aperfeiçoar minha escrita e repertório.


Conselhos para quem está fazendo o TCC


Não surta! É comum demorar um pouco para encontrar o caminho que deseja seguir no TCC, mas cada um tem o seu tempo. Então, é corriqueiro que alguém já saiba no quinto semestre o que vai fazer, enquanto outrem do sétimo semestre ainda esteja na busca (foi o meu caso, inclusive). Outro conselho, que deve ser comum, é pensar em temas e formatos com os quais você tem afinidade. Não precisa saber tudo, até porque haverá um tempo para se debruçar naquilo, mas considero imprescindível olhar áreas/formatos que instigam a pesquisar, entender e praticar. 


A monografia está disponível neste link


Leia também


Livro-reportagem discute o acesso à cultura por meio de histórias de artistas de rua em ocupações

“Inevitavelmente o Futuro Será Analítico”, por Marcelo Molnar