Opinião: “Não sabe o que ler, ver, ouvir, acessar?”, por Fernanda Iarossi

Tem gente que te ajuda: newsletters “botam ordem” na imensidão de informações. Serviços, gratuitos ou pagos, fazem curadoria, edição ou produção de conteúdos sob medida

Fernanda Iarossi | 01/11/2019 14:48
Crédito:Pixabay


Clica no Twitter, dá uma olhada no Facebook, checa o Whatsapp, verifica o e-mail, clica no portal ou site X e Y, vê a atualização dos Stories do fulano, da marca, do evento, dá o play no vídeo ou podcast, que a qualquer segundo é interrompido por outras ações corriqueiras na vida digital... As ações analógicas como folhear a revista, assistir ao noticiário ou ouvir aquele programa que curte concorrem cada vez mais com os cliques ou o deslizar dos dedos diante das telas touch e aparelhos móveis com a acesso à internet.

Diante de tantas ferramentas e possibilidades de se informar, que permitem acessar (e produzir) os mais variados conteúdos, voltam com força as newsletters para selecionar, organizar e entregar informações de uma maneira personalizada.

Os dicionários definem newsletter como “boletim informativo periódico destinado a um grupo específico”, “(...) caracteriza-se por ser um conjunto de informações internas para audiências específicas” (Dicionário da comunicação, organizado por Ciro Marcondes Filho da editora Paulus) e “publicação impressa contendo informações de interesse para um grupo particular” (Dicionário Houaiss de comunicação e multimídia, de Eduardo Neiva da editora Publifolha).

Tais iniciativas, que agora saem do mundo impresso ou apenas como ferramenta de comunicação corporativa, ou estratégia de assessoria de comunicação, invadem o universo digital e aparecem como projetos inovadores que reúnem jornalistas, especialistas, pesquisadores e meios de comunicação para entregar informação, análise e até previsões que facilitam a compreensão do mundo.

Exemplos são a Don’t LAI to me, newsletter focada na Lei de Acesso à Informação do Brasil, feita pela equipe do Fiquem Sabendo. Quinzenal, reúne notícias, dicas e reportagens produzidas sobre ou baseadas em dados obtidos via LAI.

O Meio entrega de segunda a sexta-feira via e-mail – para cadastrados ou assinantes de um combo premium com serviço de monitoramento de notícias.

A iniciativa DigiLabour publica semanalmente sobre mundo do trabalho e tecnologia. Presente também no Facebook.

Drive Premium do Poder 360 destaca temas envolvendo política, economia via e-mail do assinante às 6h da manhã, por volta do meio-dia e no início da noite. Também dispara alertas via WhatsApp ou Telegram.

A_Nexo toda manhã faz a curadoria de assuntos mais comentados ou em destaque. E o NexoEDU, semanalmente ou mensalmente, reúne especiais para professores e estudantes.

Crédito:Arquivo pessoal

*Fernanda Iarossi é jornalista, Mestre em Comunicação Midiática pela UNESP – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Neto. Professora nos cursos de Comunicação da UAM – Universidade Anhembi Morumbi e Fapcom – Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e em São Paulo. Coordenada o Grupo de Pesquisa Discursos Midiáticos na Fapcom.

Leia também