Opinião: "A cultura da inovação em pauta", por Marcio Gonçalves

Marcio Gonçalves | 04/06/2019 11:57
Crédito:Pixabay


Um relatório do Instituto Reuters publicou os resultados de uma entrevista com cerca de 200 executivos de organizações jornalísticas. A ideia era entender como esses profissionais estão agindo acerca dos planos de inovação na área. Devo lembrar que não há opinião de nenhum brasileiro sobre o tema. Então é nossa hora de opinar. O relatório completo você pode ler aqui
            
Como a proposta era apresentar uma visão do que o jornalismo pode fazer ainda em 2019, fiz uma busca pela palavra inovação no documento e encontrei cinco menções ao termo. Ao lado das palavras estavam lucratividade e criatividade. Isso me fez pensar na cultura da inovação. Teoricamente há muitos estudiosos, sobretudo da Administração, pensando no que a cultura da inovação pode trazer ao ambiente organizacional. Ora, bolas. Se uma entidade jornalística é uma empresa, ela deve se valer da implantação de uma cultura de inovação para se tornar competitiva, lucrativa e criativa?
              
Nem só pensando em empresas jornalísticas, especificamente, mas em todas aquelas em que o mercado está pressionando para que haja mudanças na forma de gestão, a inovação é que ainda pode dar fôlego para as empresas sobreviverem na selva capitalista. A cultura da inovação envolve a cultura organizacional. É importante, porém, fazer um alerta: não espere a empresa. É você que inova. As pessoas é que inovam. Tem a ver com a mudança de mindset, lembra? 
          
Se digo que as pessoas é quem devem inovar, como fazer isso? A atitude de voltar a estudar e de complementar o conhecimento por meio de cursos livres colaboram para ampliar o olhar sobre o negócio. Pensar na comunicação móvel e tudo o que ela proporciona em termos de produção de notícias não é de uma hora para outra. Para uma pessoa inovar, ela precisa de conhecimento. A cultura da inovação requer olhar os estudos de consumo de notícias e a evolução das tecnologias com atenção. É porque tecnologia e comportamento de compra andam muito próximos. O jornalista que está alerta em termos de inovação é o que o mercado precisa. 

Leia também