“Foi onde aprendi a ser um profissional com mais ‘humanidade’”, destaca Yuri Higuchi sobre seu TCC

Gisele Sotto, em colaboração | 14/03/2019 12:43

A paixão de Yuri de Oliveira Higuchi por produções audiovisuais foi uma das motivações para a elaboração de uma websérie jornalística como seu projeto de TCC. Só que com “Povaréu”, websérie sobre o universo dos catadores de recicláveis, Yuri foi além e criou uma nova estilística de narrativa jornalística.


Ele se formou em 2018 em Comunicação Social, com Habilitação em Jornalismo, pela Universidade do Sagrado Coração, em Bauru (SP). Em entrevista ao Portal IMPRENSA, Yuri compartilha um pouco da sua História de TCC.

Crédito:Arquivo pessoal


Sobre o trabalho


“Povaréu” é o experimentalismo da expansão do audiovisual, da fotografia jornalística e do texto por meio de uma plataforma digital (acesse aqui), tendo como foco principal a produção de uma websérie jornalística. Esta narrativa audiovisual é contada e construída em cinco episódios com a proposta de evidenciar a vida e o trabalho dos catadores de recicláveis.


Os vídeos detalham o percurso e as ações dos catadores, desde o recolhimento dos materiais recicláveis nas ruas até os riscos a que estão expostos durante o trajeto realizado por eles, contextualizando com a realidade das cooperações que recolhem todo o material reciclável, bem como evidenciando os resultados da reutilização desses materiais em projetos sociais ou pelas mãos de artistas/artesãos.


Ao dar visibilidade à rotina desses catadores, tem-se como finalidade, por um lado, valorizar seu papel na cadeia de reciclagem e na cooperatividade socioambiental e, por outro, experimentar as tecnologias no ambiente digital a partir da criação de uma nova estilística de narrativa jornalística.


Principais desafios ao longo da produção


Dentre todas as barreiras e desafios encontrados, durante a elaboração do trabalho, os maiores são a organização e a realização das entrevistas. Os agendamentos das gravações e das entrevistas tiveram que ser conciliados com a vida pessoal, trabalho externo e outras atividades acadêmicas.


Imerso em uma rotina (longa) de muitos agendamentos e reagendamentos, entre produções e quedas de pautas, o planejamento e as marcações foram essenciais para toda a organização.


Toda a dedicação e sacrifício de tempo resultaram em 4 episódios completos da websérie Povaréu.


Os aprendizados


Difícil descrever exatamente o que aprendi. Muitos dos aprendizados estiveram mais intensos em sentimentos e registrados, particularmente, em cada um dos momentos vividos durante as gravações e entrevistas.


E nesse vai e vem de “segura o choro daqui e dali”, foi onde aprendi a ser um profissional com mais “humanidade”. Aprendi a ser mais humilde e passei a enxergar que o pouco, que eu acho que tenho, é muito. Aprendi a valorizar não só os bens materiais, mas as pessoas e momentos que vivemos.


Além de me tornar “mais humano” na profissão, decidi ir mais longe. A paixão por produções audiovisuais foi uma das motivações para a elaboração de uma websérie jornalística. Aprender mais sobre as técnicas de câmera, ângulo, enquadramento, decupagem, edição e finalização de um produto, me impulsionaram e me fizeram superar todos os desafios impostos.


Sou graduado como jornalista, sigo aprendendo todos os dias, e a cada aprendizado sou motivado a aprender cada vez mais. Espero continuar aprendendo da forma que “Povaréu” me ensinou.


Significado dessa experiência


Amadurecimento. Tanto no âmbito profissional quanto no pessoal. Proporcionar visibilidade à uma realidade distante da minha zona de conforto, como a rotina e todo o universo dos catadores de recicláveis, me impulsionou a pesquisar, a atuar com excelência antes de executar qualquer tipo de atividade ou etapa do meu TCC.


Responsabilidade pode ser a segunda palavra que represente o que foi e o que vier pela frente, na carreira profissional, como jornalista e ser humano.


Consciente das minhas atitudes e praticando um olhar cada vez mais delicado diante das situações e acontecimentos, a conclusão da graduação foi apenas algo já pautado desde o início da graduação.


Hoje essa pauta está completa, mas, como ensinado pelos meus professores, “um bom jornalista, é aquele que vai além da pauta”. Formado, descobri que esse “além” é o agora. Quem o escreve sou eu e continuo escrevendo-o todos os dias.   


Contribuições que o trabalho trouxe


Responsabilidade socioambiental. O compromisso em preservar o meio-ambiente, reciclando, separando o lixo corretamente e ajudando os profissionais (catadores) que vivem por meio do “lixo” que é descartado.


Visibilidade social por retratar a vida, a rotina, o trajeto do material reciclável e todo o “universo” dos catadores de materiais recicláveis.


Contribuição para o jornalismo, a partir da elaboração de uma vertente jornalística pouco difundida e que merece ganhar força dentro do mercado, que são as produções de webséries e a expansão da informação por meio da construção de uma plataforma digital transmídia, com fotos, vídeos e texto.


Conselhos para quem está fazendo o TCC


O conselho é perseverança e amor. Insistir na produção e produzir o trabalho com amor são os principais ingredientes dessa “receita” chamada TCC. É um processo longo, chato e que aparenta uma insatisfação ou ausência de sucesso no resultado. Porém, essa aparência é resultado do seu esforço, quanto mais nos dedicamos a fazer algo, nos cansamos de ler o inúmeros livros e artigos referentes ao mesmo assunto. É um oceano finito onde nós somos os náufragos, não conseguimos achar a praia, mas ela está lá. E vai valer a pena nadar todo esse mar de referências, de produção, de “corre-corre”, de crises/bloqueios criativos. É uma fase incansável, mas de muito aprendizado e amadurecimento.


Persistir, por mais difícil que seja, te faz alguém mais forte! O amor naquilo que faz deixa tudo um pouco mais leve e didático, tudo fica mais aceitável e tranquilo. O resultado, normalmente, vale a pena. Vale muito a pena!


Assista aqui ao primeiro capítulo de Povaréu e confira a websérie completa.



Leia também

TCC sobre o Zika Vírus mantém a causa de famílias pernambucanas em pauta

“Existe uma ‘demonização’ desnecessária sobre o TCC”, comenta o jornalista Ednan Gomes

“É necessário sair da zona de conforto para obter experiências únicas”, diz Lizandra Costa sobre o seu TCC, produzido longe de casa