CURSOS E ESPECIALIZAÇÕES EM TECNOLOGIA PODEM AMPLIAR HORIZONTE DE TRABALHO DO JORNALISTA
 
 
 
 

O convívio do profissional de comunicação com a tecnologia é inevitável. Foi por meio dela que ocorreram revoluções no setor como a prensa tipográfica de Gutenberg, o telégrafo, o rádio, a televisão, a Internet, os dispositivos móveis, entre outros. Em contato direto com tais ferramentas, o comunicador precisa identificar quais são as próximas tendências e compreender de que forma elas podem acrescentar no cotidiano da redação.

Para quem deseja se aprofundar mais sobre o tema, IMPRENSA listou uma série de cursos na área, que podem ajudar no seu trabalho e ampliar seu currículo.

A Rede de Jornalistas Internacionais (IJNet), criada pelo Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês), - organização sem fins lucrativos que existe há 30 anos visando melhorar a qualidade do jornalismo em todo o mundo – atualiza constantemente tendências, ferramentas de reportagens, recursos e vagas de treinamento em diversas instituições de ensino. “Estamos apenas no começo da revolução digital e participar dela é um privilégio e uma necessidade se queremos ser relevantes”, afirma Renata Johnson, 

Crédito:Divulgação
Renata Johnson é editora do IJNet em português

.

Um bom início para participar deste ambiente é saber como escrever para a internet. Há técnicas para se comunicar ao público que se informa pela tela de um aparelho. A MulinBlog Online J-School oferece a partir do dia 22 de setembro aulas online e gratuitas em inglês sobre o tema. O aluno poderá melhorar as suas habilidades de redação, e focar no conteúdo para a web. Em pauta, como escrever textos otimizados e melhorar a classificação de artigos nos servidores de busca. 

Entender a programação e a linguagem dos mecanismos que podem tornar uma reportagem relevante na plataforma digital também pode ser visualizada pela cartilha de recomendações de SEO - Search Engine Optimization - para Jornalistas. Nela, é possível encontrar um manual de instruções para ter suas matérias atrativas aos parâmetros de pesquisa. “Do profissional do jornalismo se exige um novo e vasto repertório que inclui em boa parte a capacidade de operação de dispositivos e conhecimento de novas linguagens”, relata Sérgio Lüdtke, 

Crédito:Divulgação
Sérgio Lütdke, coordenador do Master em Jornalismo Digital da IICS

.

No Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS), se oferece diversas oportunidades para se especializar em tecnologia. Em sua sede em São Paulo, a IICS oferece três cursos regulares: o Master em Jornalismo (Gestão Estratégica e de Marcas), o Master em Jornalismo Digital e o Programa de Jornalismo de Dados e Visualização, que trata de novas técnicas para uso de base de dados e informação visual. E, ainda, realizam cursos “in company” para empresas de comunicação.

“O meio vai mudando e quem não acompanha fica para trás”, diz Renata Johnson. Acompanhar as tendências, portanto, se torna prioridade. 

Para quem deseja aulas presenciais, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) oferece diversas especializações técnicas, como o de Premiere Pro e Encore CS6, que são ferramentas para a edição e autoração de vídeos. Com carga horária de 52 horas, a instituição de ensino promove conceitos como tratar imagens digitais, bem como capturar, editar e exportar o material para diferentes meios: TV, internet, portáteis, DVDs, entre outros atualmente disponíveis no mercado.

Para saber manusear ilustrações digitais, há a Formação Adobe CS6 Editoração. No Senac de Jundiaí, o aluno pode aprender a aluno para ajustar, tratar e editar ilustrações com base no conteúdo editorial dos mais variados portes por meio dos recursos e ferramentas do pacote Adobe CS6. 

“As tecnologias são extremamente bem-vindas ao jornalismo. Mais do que isso, são fundamentais. Os desafios da profissão são imensos, a atividade passa por muitas mudanças provocadas por um ecossistema em constante e rápida evolução”, afirma Lüdtke, que completa. “A informação devida e corretamente apurada necessita de novas tecnologias para ser descoberta, produzida e distribuída”.

 
   
 
 
  • “Há muitos humanos produzindo como robôs em redações”, afirma jornalista Sérgio Lüdtke
  • Tecnologia do iWatch é promissora, mas precisa amadurecer, analisa especialista
  • Google Glass se apresenta como ferramenta do futuro para profissionais da comunicação
  • Designers de infográficos comentam a importância do recurso visual no jornalismo
  • Editor de tecnologia passa um ano sem internet e se decepciona com experiência
  • Cursos e especializações em tecnologia podem ampliar horizonte de trabalho do jornalista
  • “Os jornalistas precisam construir uma mentalidade de segurança”, diz Altieres Rohr
  • “O móvel é parte do futuro do jornalismo”, diz especialista Fernando Firmino
  • Jornalistas usam novas ferramentas para filtrar boas pautas no universo do Big Data
  • Instagram lança hyperlapse e redações estudam utilizar ferramenta em vídeos
  • Cursos e especializações em tecnologia podem ampliar horizonte de trabalho do jornalista
  • Para especialistas, em breve, dois terços das matérias publicadas serão escritas por robôs
       
       
    Portal IMPRENSA              
     

    Notícias Revista IMPRENSA IMPRENSA Mídia

    IMPRENSA na TV

    Eventos Oficinas Anuncie Contato
    Home Home Home Programas Home Cursos Home Editora
    Opinião Assine Edição do Mês Canal no Youtube Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo Conheça + Portal IMPRENSA Redação
    Especiais Edição do Mês     Prêmio SEBRAE de Jornalismo Descontos Revista IMPRENSA  
    PR Newswire Acervo IMPRENSA     Troféu Mulher IMPRENSA Regulamento IMPRENSA Mídia  
     
        Fórum Água em Pauta Contato    
            Fórum Liberdade de Imprensa      
            Fórum AIDS e o Brasil      
            Mídia.JOR      
     


    Imprensa Editorial Ltda.
    R. Camburiú, 505 - 2º andar - Alto da Lapa | São Paulo/SP CEP 05058-020
    www.portalimprensa.com.br | Tel: 011 3729 -6300/4800
    .