Washington Post exibe anúncio em defesa do jornalismo durante o Super Bowl

Redação Portal IMPRENSA | 04/02/2019 12:55

Quem acompanhou a transmissão do Super Bowl pela televisão no último domingo (3), nos Estados Unidos, assistiu ao comercial feito pelo jornal The Washington Post em defesa do jornalismo. Foi a primeira participação publicitária da publicação no mais importante evento do calendário esportivo norte-americano. 


"Democracia morre na escuridão" foi o slogan da peça de 60 segundos de duração. A mensagem foi mostrar a importância do levantamento de notícias pela imprensa e os perigos aos quais os jornalistas estão expostos nesse processo.  


O ator Tom Hanks fez a narração das imagens que exibiram momentos importantes retratados pela imprensa desde a Segunda Guerra Mundial até os dias atuais. O anúncio também lembrou jornalistas que desapareceram ou perderam sua vida em função do exercício de sua profissão. Entre os lembrados estava o colunista do Post, Jamal Khashoggi, assassinado dentro do consulado da Arábia Saudita em Istambul, no dia 2 de outubro de 2018. 


"Esta foi uma oportunidade para passar uma mensagem mais ampla sobre o papel que os jornalistas desempenham em nossa vida cotidiana e os riscos que eles assumem para nos trazer os fatos", destacou Fred Ryan, publisher e CEO do Post. 


Nos últimos segundos, o vídeo destaca as frases "saber nos empodera", "saber nos ajuda a decidir", "saber nos mantém livres" e  




Leia também:

Após onda de prisões, governo venezuelano liberta mais três jornalistas
"Quanto maior for a liberdade de imprensa, maior é o combate à corrupção", diz ministro do STF